Sobre

 

Em 1992, a Ribeiro Martins foi fundada em São Carlos, SP, com a proposta de oferecer para as editoras da capital exclusivamente serviços de preparação e revisão de texto, com alta qualidade. 

 

Porém, os anos e a prática mostraram que, além da qualidade, o tempo é crucial na área editorial. Foi assim que, em 1995, já como RiMa Artes e Textos, a empresa passou também a realizar serviços de editoração eletrônica, digitalização de imagens e fotolitos, abrangendo, com exceção da impressão gráfica, todo o processo de produção de livros, apostilas, revistas, informativos e panfletos.

 

Em 2000, a Ribeiro Martins deu mais um passo e, sob a logomarca RiMa Editora, passou a editar os livros, incumbindo-se, também, da seleção, divulgação e distribuição das obras. 

A RiMa conseguiu transformar o fato de ser uma editora pequena em uma grande vantagem. Além de oferecer aos autores diversas formas de publicar seu trabalho, permite-lhes participar, do início ao fim, do gratificante processo que é o nascimento de um livro. 

 

O autor pode acompanhar a preparação e revisão do texto, o tratamento das imagens, a diagramação da obra, a escolha da capa, e assim por diante. E temos testemunhado, sem exceção, a alegria que é para o autor ver o projeto que, frequentemente, exigiu dele anos de trabalho e dedicação se transformar finalmente em um livro.

 

 

Seu selo principal, RiMa Editora, é responsável por colocar no mercado mais de 400 títulos nas áreas de meio ambiente, sociologia, arquitetura e urbanismo, engenharia, saúde pública, ecologia, botânica, limnologia, agronomia, direito, educação, história, psicologia, dentre outras, que têm oferecido ao público em geral e, especialmente, ao acadêmico os trabalhos e estudos de grandes pesquisadores brasileiros e estrangeiros. Além de suas séries especiais de crônicas, romance, ficção, poesia e infantis.

 

Mais recentemente, em 2015, foi lançado um novo selo, Dakini, cuja proposta é publicar autores que tenham um olhar diferente para a vida e para as diversas demandas do cotidiano, como relacionamentos, família, filhos, saúde, envelhecimento, morte, meio ambiente, trabalho, dinheiro, dentre outros. A partir desse olhar não convencional, a ideia é ajudar o leitor a ficar mais atento a tudo o que acontece a sua volta e, assim, poder se relacionar melhor consigo mesmo, com os outros, com a natureza, com o planeta.